Bom desempenho da safra de soja anima agricultores em três estados

Veja a situação nos principais estados produtores.
Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraná comemoram resultados.

Em Sinop, norte de Mato Grosso, a colheita da safra de soja está praticamente encerrada. Ilson Redivo conta que, apesar do plantio atrasado e das instabilidades do clima, a lavoura se desenvolveu bem. Ele colheu quatro sacas a mais por hectare. “Não faltou chuva em momento nenhum. O período de chuvas atrasou no início, atrasou o início do plantio, mas, no decorrer da cultura, ele foi muito bom”, afirma.

Os agricultores também estão satisfeitos com o preço. Nos meses de janeiro e fevereiro, quando o mercado estava bem aquecido, a saca de soja chegou a ser comercializada na região norte de Mato Grosso a R$ 41, praticamente o dobro em relação ao mesmo período na safra passada.

O gerente de um armazém, Dalton Cagnini, explica que, com o preço bom, a maior parte da safra já foi vendida. “A gente começou a safra, a colheita, com cerca de 60% a 70% comercializada. No decorrer da safra, foi comercializada mais alguma coisa, chegando hoje, em torno, de 80% comercializada”, explica.

No Rio Grande do Sul, de acordo com a Conab, o desenvolvimento da cultura foi satisfatório, apesar da ocorrência de chuvas abaixo da média, principalmente na metade sul. O resultado é uma safra de quase 10,7 milhões de toneladas, 4% a mais do que o obtido no ano passado.

O preço do grão acompanha a boa produtividade. Hoje, a saca de 60 quilos de soja está avaliada em aproximadamente R$ 45. “Em relação ao ano passado, estamos ganhando de 25% a 30% a mais no preço da saca de soja. Portanto, nós só temos o que agradecer”, diz o agricultor Ajadir Machiavelli.

No oeste do Paraná, já não se vê mais soja. Os agricultores terminaram a colheita e partiram para as lavouras de inverno.

Na fazenda de Dirceu Krebs, para onde se olha, tem milho safrinha. Da soja que ele plantou, não sobrou nada. Vendeu tudo assim que colheu. Foram apenas 12 hectares de soja e, depois de receber pela saca um preço médio de R$ 46, o produtor se arrependeu de não ter plantado mais.
No Paraná, 85% das lavouras de soja foram colhidas. O trabalho deve terminar até o fim do mês.

Na fazenda de Plínio Destro, a soja ocupou 400 hectares. O agricultor ainda está plantando a safra de inverno, mas já garantiu todos os insumos para os cultivos de verão. A próxima safra de soja também será semeada com trator e plantadeira novos, investimentos que ele pôde fazer com os lucros rendidos este ano.

Mato Grosso do Sul e Minas Gerais foram os únicos estados onde a produção de soja caiu. Juntos, os dois são responsáveis por cerca de 10% da safra nacional do grão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s